1

1
Painéis de azulejos da Nazaré e Alcobaça na Estação Caminho de Ferro e praça principal, do Valado dos Frades!

segunda-feira, 23 de setembro de 2013

Regresso...às Origens!


Houve uma "intenção" ao criar o Vallado dos Frades - agora é assim que se chamará - organizar um blog que fundamentalmente trouxesse a sua história e "estórias"!
Depois...Nazaré/Alcobaça foram também "premiadas", quiçá pela "relação física" entre as três!
Sejam bem vindos...o Vallado dos Frades...agradece
A grande maioria das povoações sofreu ao longo das décadas alterações ortográficas aos seus nomes, e o Valado não fugiu à regra.
No ano de 1620 aparece escrito num livro Velado, para em 1663 passar a Vallado.
Em 1834, foram extintas as Ordens Religiosas, e só a partir daqui o Valado passou a chamar-se Vallado dos Frades.
Até aí a denominação mais corrente ou "oficial" era Vallado.
No entanto em 23 Setembro 1903, foi aberto um Livro de Correspondência da escola para o sexo masculino de Vallado dos Frades...e só em 4 Março 1914 é corrigido para Valado dos Frades.
Os carimbos colocados e a placa de localização mostram as alterações que no tempo se verificaram...curioso é o de Valada, um erro do funcionário dos Correios que elaborou o carimbo.
Nomes diferentes...a mesma realidade de sempre!




                                                                       
Hélio Matias

domingo, 22 de setembro de 2013

Outono...começa às 21h e 44m


O Outono, estação associada à queda das folhas e a castanhas assadas, regressa hoje às 21h44, num dia com temperaturas próximas das médias mais altas registadas nos últimos anos, nesta época, mas sem atingir o pico de 2004.
O Equinócio de Outono refere-se ao instante em que o Sol, tal como é  visto a partir da Terra, cruza o plano do Equador celeste.  
Durante os Equinócios, os dias e as noites têm a mesma duração, de aproximadamente  12 horas.

Hélio Matias

sábado, 21 de setembro de 2013

Preço do Leite


A Quinta do Campo foi durante décadas o "coração" do Valado...era a proprietária de grande parte das terras...era o maior empregador...etc.
Possuía a Quinta uma grande e moderna vacaria para a época, e a produção diária do leite levava a que também tivesse de haver um mercado que o consumisse e este estava em Alcobaça, o Asilo de Mendicidade.
Todos os dias o Manuel Leiteiro levava as vasilhas cheias para o mercado...na sua carroça.
Mas também a população do Valado consumia algum leite, tendo as pessoas de ir à Quinta buscá-lo.
Uma curiosidade...a Quinta tinha uma vaca de onde era tirado o leite para vender às mães que tinham um bébé para alimentar, garantindo assim que o leite era duma vaca que mantinha boas condições sanitárias.
Este letreiro informa que 1 litro custava 100 reis - transformando em  €, teríamos 0,05 de 1 cêntimo!
Ainda não havia como hoje os recursos que a tecnologia nos proporciona...hoje o leite chega-nos em latas e pacotes!

Hélio Matias

segunda-feira, 9 de setembro de 2013

Nazaré...Festas N. Senhora da

Postal circulado da Nazaré para Setúbal, em 26 Outubro 1913

Estamos na semana das Festas, durante décadas festejadas em pleno Terreiro frente ao Santuário.
Era aí que se "processava" a parte religiosa...onde para além das cerimónias no interior do Santuário se realizava a procissão no Terreiro e se mostravam os Círios religiosos que de vários pontos da região tinham entretanto chegado e a profana...o circo, as barracas de comes e bebes, a barracas de recordações, o tiro ao alvo, o coreto onde uma filarmónica co9nvidava a que alguns pares iniciassem um passo de dança, etc.
Sem esquecer as famosas touradas que a Praça de Touros recebia!
Hoje tudo mudou fisicamente e pela participação das próprias pessoas!
Para melhor...para pior?!
...Quem quiser que responda!


 
Aspecto da chegada dos Círios

Terreiro com ornamentações e locais de venda...são as Festas

Hélio Matias

quarta-feira, 4 de setembro de 2013

Eleição da Junta de Paróquia de Valado dos Frades


Em 13 de Dezembro de 1913, houve eleições para a nossa Junta de Paróquia.
O documento que junto, é o diploma que era entregue a cada um dos intervenientes nessa eleição, no caso José Bento Varella.
Neste diploma, que não é mais que uma acta, são referidos todos os pormenores do acto eleitoral - realizado através duma assembleia de cidadãos definidos por determinados critérios.
Depois era de imediato publicada a respectiva lista vencedora, com a distribuição do número de votos e daí os cargos para que cada um fora eleito. 





Curiosamente houve um empate entre José Bento Varella e José Delgado, ambos com 55 votos.
A eleição decorreu na aula oficial do sexo masculiono, leia-se escola.
Processo mais simplificado que hoje...não deixou de ser polémico face à distribuição dos votos!

Hélio Matias



terça-feira, 3 de setembro de 2013

segunda-feira, 2 de setembro de 2013

Raparigas Valadenses há 50 Anos



Eis uma imagem muito fácil de encontrar no Valado de há pelo menos 50 anos.
É um grupo de raparigas que trabalharão fundamentalmente no campo, e que talvez tenham feito uma breve pausa para "posarem" para esta foto.
Numa vista detalhada, reparamos em alguns pormenores que eram inerentes ao seu quotidiano...ao longo de todo o ano.
Estão descalças, e este pormenor não é por estarem a trabalhar no campo, mas tão só porque a sua condição económica assim lho impunha...calçariam uns tamancos ou talvez uns sapatos em dias de festa e forçosamente na ida à missa.
O uso dum avental é uma peça de vestuário comum às mulheres Valadenses...possui 2 bolsos de grande utilidade e serve também de resguardo para a saia.
De notar que todas usam lenço na cabeça, "adereço" também comum, na grande maioria dos casos com as pontas atadas na nuca, onde se "esconde" a trança, no entanto se repararmos na segunda fila e na 1ª do lado direito, ela tem o lenço atado de modo diferente, passando-lhe por baixo do queixo e enrolado no pescoço como se fosse um cachecol...dizia-se que traz o lenço "à barba", significativo de alguma tristeza...inclusive luto, chegando a tapar a própria boca!
Costumes do Valado...que o tempo e a vida apagaram!

Hélio Matias