1

1
Painéis de azulejos da Nazaré e Alcobaça na Estação Caminho de Ferro e praça principal, do Valado dos Frades!

sexta-feira, 30 de outubro de 2015

Hospital do Sítio da Nazaré


Mais um Cortejo de Oferendas para o Hospital do Sítio.
Mais uma vez o Valado esteve presente e respondeu duma forma surpreendente.
O Valado sempre foi uma terra solidária e que nunca se alheou!
Neste agradecimento elaborado pela Mesa Administrativa da Confraria em 12 de Dezembro de 1952, constatamos a diversidade e por vezes o sacrifício que alguém faz ao ofertar por exemplo - um casal de pombos, uma cobaia, um galo có-có, etc.
A contabilidade final apresenta 27.000$00, que traduzida para valores de hoje significa 135 €.
Far-nos-á aflorar um sorriso de desdém ou incompreensão...mas um homem que andasse a trabalhar no campo todo o dia, ganharia 10 cêntimos (ou menos)!

Hélio Matias

segunda-feira, 26 de outubro de 2015

A Menina Dança?!...


...Longe vão os tempos dos verdadeiros bailaricos!
Houvesse por perto um acordeonista...uma filarmónica ou...um tocador de gaita de beiços, e eis que os expectantes se envolviam em animado "pé de dança", e não era preciso um fausto salão, bastava uma simples eira ou, como na imagem, qualquer encruzilhada de caminhos!
Hoje os interesses são variegados e talvez mais apelativos, mas também é verdade que "a necessidade faz o engenho", e para quem não dispunha de outra alternativa em nenhum outro aspecto, ficava-lhe a oportunidade dum tempo diferente!
Este tipo de baile que não tinha grandes condicionantes ou exigências relativamenye ao "toque" (conjunto musical como ora se chama), não deixava de ser condicionado pela presença tutelar da mãe das raparigas que se manifestavam quase imperceptívelmente (trejeito...esgar...aceno) pelo rapaz que se predespunha a dar "um pé de dança" com a escolhida.
Outros tempos...outras mentalidades!
...A menina dança?!




Hélio Matias


domingo, 25 de outubro de 2015

Estação Caminho Ferro Valado


É uma imagem de 1960.
É a nossa Estação em todo o seu esplendor...só não tem um comboio a vapor.
O Jardim lá está, com 5 placas a identificarem outros tantos prémios e distinções...o 1º andar por cima da gare está habitado por algum "factor" (repare-se na janela aberta)...enquanto uma super-rápida automotora, para aquele tempo, está a entrar na gare.
...E há gente a movimentar-se!
Tanto de tudo isto poderia ter-se mantido e melhorado!

Hélio Matias

terça-feira, 20 de outubro de 2015

Caricas...de outro tempo


Aqui ainda não havia o monopólio da Coca-Cola...e outros!
Era o tempo do chá...café ou...laranjada!
Qual prefere?
De qual se lembra?







Hélio Matias

Cheia, na Praça Sousa Oliveira...Nazaré



É uma imagem que nos mostra a Praça Sousa Oliveira...a praça das esplanadas na Nazaré, completamente submersa.
É uma fotografia muito antiga, ainda vemos à esquerda, no topo Nascente da praça...o letreiro da Pensão Restaurant Club.
Não sei se a água é devida à chuva que eventualmente tenha caído...se ao mar ter galgado o paredão e invadido toda esta área!
De qualquer modo temos uma cheia na Nazaré, de que uma boa indicação é a observação de pessoas com água até meio das canelas.
Foi talvez há 40 ou 50 anos...ou mais...ou menos...porque o mar e o tempo continuam iguais!

Hélio Matias

domingo, 18 de outubro de 2015

Ladrões...Acabaram!


Não é uma imagem que já se veja muito - um muro que ostenta no seu bordo uma fiada de pequenos vidros aí colocados quando a massa ainda estava fresca, para assim se fixarem...bocados de copos...fundos de garrafas...tudo servia!
A finalidade desta pequena artimanha, destinava-se a tentar que os gatunos  tivessem  mais dificuldades para ultrapassar o próprio muro, para se apoderarem daquilo que não era deles.
Fazer clique sobre a imagem para melhor se ver.
A Securitas...Prossegur...etc, apresentam-nos sistemas inovadores, mas há umas décadas já era possível encontrar sistemas de segurança/defesa! 
Hoje as técnicas e artimanhas, são diferentes...mas os objectivos mantém-se!
Os ladrões...também!

Hélio Matias

sexta-feira, 16 de outubro de 2015

Grace de Mónaco ou Grace Kelly...em Alcobaça

Grace Kelly com o marido e filhos, junto à escadaria do Mosteiro - 1963

Alcobaça e a sua sala de visitas...o Mosteiro, tiveram o raro privilégio de receberem as visitas das mais ilustres personalidades para a época que vieram a Portugal.
A imagem de 1963 mostra a Princesa Grace Kelly, o Principe Rainier de Mónaco e os dois filhos Alberto e Carolina, a serem recebidos para uma visita ao Mosteiro de Alcobaça.
Poucas terras no país se poderão orgulhar de tantos ilustres visitantes a terem escolhido.

Grace Patricia Kelly (Filadélfia, 12 de Novembro de 1929 — Mónaco, 14 de Setembro de 1982) foi uma actriz Norte-Americana, vencedora do Óscar de Melhor Actriz e um ícone da moda.
Durante as rodagens na Riviera francesa de To Catch a Thief (Ladrão de Casaca, 1955), teve um encontro que mudaria a sua vida: o Príncipe Rainier do Mónaco, por quem viria a apaixonar-se.
Casaram-se em 1956, debaixo de grande cobertura mediática
Após o seu casamento com Rainier III, príncipe-soberano de Mónaco, ela ficou conhecida também como Princesa Grace de Mônaco. O filho de Grace e Rainier III, titulado Albert II é o actual monarca do Principado.
O Instituto de Cinema Norte-Americano já a listou como a 13.ª das 50 maiores lendas do cinema.
Grace Kelly casou com o príncipe Rainier do Mónaco em Abril de 1956. A cerimónia privada foi apenas assistida por cerca de 80 convidados, restringindo-se aos amigos e família mais próxima. No entanto, foi organizada uma recepção para os cidadãos do Mónaco, para que depois da cerimónia pudessem apertar a mão da noiva princesa.
A gala de celebração foi realizada na Opera House nessa noite.
De extraordinária beleza, charme e elegância, Grace Kelly abandonou a promissora carreira artística de seis anos e onze filmes para casar com o Príncipe Rainier Grimaldi do Mónaco.
Parte da imprensa referiu-se ao evento como um romance de conto de fadas. Houve mesmo quem afirmasse que Rainier fez uma boa escolha ao casar-se com a actriz, pois recebeu como dote do seu pai dois milhões de dólares. Para além disso, atraiu uma série de turistas e atenções para o Mónaco, recuperando da crise em que se encontrava. Por outro lado, para a família Kelly esta união representava uma oportunidade de ascensão social.

Grace Kelly...estrela de cinema

Cartaz dum filme

Receber o Oscar junto de Marlon Brando

Foto do Casamento

Sampaio, Jorge Pereira e Pereira, Luís Afonso Peres - Alcobaça um século de imagens

Hélio Matias

quinta-feira, 15 de outubro de 2015

Milagre das flores...e Protecção Ambiental


Através da Fenologia, conseguimos mediante determinados parâmetros de clima...terreno...variedade, encontrar as condições para optimizar o desenvolvimento das macieiras!
Não foi o que aconteceu no exemplo de hoje!!!
No meu quintal, encontrei uma macieira em plena floração, quando é verdade que tal deveria acontecer cerca de Maio...ainda se anda a acabar a colheita da maçã que ora termina!
Milagre?...truque mágico?...não.
Simplesmente devido ao período de seca que atravessou, assim que alguma água das chuvas que já caíram irrigaram as raízes, a sua seiva entrou em "ebulição" e...eis um milagre da Natureza!
...Nada disso, a Natureza é que trocou as voltas ao ciclo biológico da macieira!
Tudo isto para nos ajudar a reflectir se as campanhas de Protecção Ambientais não devam ser encaradas a sério por todos!
Não...deverão?!

Hélio Matias

quarta-feira, 14 de outubro de 2015

Lavadeiras no Nasce Água


Mais uma imagem bem movimentada dum dos lugares onde se lavava roupa.
É o Nasce Água, zona privilegiada que como o próprio nome indicia é o lugar onde nasce muita água.
É de facto assim, aqui estão localizados os furos de captação que há décadas abastecem de água o concelho da Nazaré e...a água excedente ainda escorre para originar um rio, o do Abegão, e um riacho, o das Águas Belas.
Relativamente à imagem de hoje, o proprietário do terreno construiu uma espécie de tanque para onde a água era desviada, colocou lá umas pedras para lavar e eis que as mulheres da Nazaré e do Valado se "deleitavam" em lavar a roupa em águas tão límpidas e sempre correntes.
Ao fundo um estendal armado para secar a roupa...porque as Nazarenas levavam a roupa seca e dobrada em canastras à cabeça (como se vêm três ao fundo já de abalada a fim de percorrerem cerca de 5 Kms); de notar que a presença do burro indica quase de certeza uma lavadeira do Valado...porque possuía este "ajudante" e era muito mais cómodo.
Hoje?
Abandono completo, e quem tem uma AEG...PHILIPS...BOSCH...tem tudo!

Hélio Matias

terça-feira, 13 de outubro de 2015

No princípio era o "Floid"!


Talvez um dos primeiros "after shave"...a preto e branco.
1961, e já havia preocupações de "maketing" entre nós.

Hélio Matias

segunda-feira, 12 de outubro de 2015

Nazaré e Publicidade Turística


Hoje temos uma Nazaré, onde a troca da vida piscatória pela vertente turística é uma realidade!
Não fora a presença do mar e poderíamos dizer que esta vila nunca foi uma terra de pescadores!
Pese embora desde muitas décadas as duas opções tenham sido simultâneas!
...Daí que desde há muitos anos também, a Nazaré tenha investido duma forma "entusiástica" numa imagem eminentemente de agrado e chamamento de milhares e milhares de pessoas!
É que a Nazaré é "bonita" por nascimento...só precisa de despertar as atenções!
É isso que as imagens tentam demonstrar...a intensificação desse "chamamento"!





Hélio Matias

domingo, 11 de outubro de 2015

Mentira...VALDADO DOS Frades????!!!!


Pode parecer uma "anedota de mau gosto"...mas não é.
Já há algum tempo tinha reparado que quem vem na A8 para sair em Valado dos Frades, no GPS a indicação ortográfica é incorrecta, este mostra-nos a "aberração"...VALDADO DOS Frades!
Não custará muito a quem de direito solicitar a devida correcção.
O Valado dos Frades, já teve tantas "nomenclaturas" que esta em pleno século XXI e como fruto da tecnologia...não pode ficar com este erro!
Por favor...corrijam!

Hélio Matias

sexta-feira, 9 de outubro de 2015

Implantação da República e o Valado


Se necessário clique sobre o texto para aumentar!
O Valado sempre foi uma terra onde os grandes acontecimentos com interesse local, regional ou nacional, não lhe "passavam" ao lado.
Desde sempre houve da parte da comunidade Valadense uma postura de intervenção nos momentos e assuntos que para ela mostrassem interesse.
É assim que na reunião da Junta de Freguesia, realizada em 29 Outubro 1910 para proceder à eleição dum novo elenco governativo para a freguesia...o que aconteceu,  também  na mesma sessão se procedeu ao envio dum ofício, onde se manifestava o grande regozijo pela implantação da República, ao mesmo tempo que a esta se tecia exaltação patriótica.
É um momento perturbante da vida portuguesa, mas apesar disso o Valado, como sempre, mostrou-se activo e interveniente...provera que tal mentalidade militasse ainda hoje no seu espírito!





Hélio Matias

quarta-feira, 7 de outubro de 2015

Posto Telefónico de 2ª Classe - Café Helcar











Cabine telefónica do Café Helcar                                                                                  
                                                                                    



No dia 27 de Fevereiro de 1964, a Administração Geral dos C. T. T., nomeava como encarregado do Novo Posto Telefónico de 2ª Classe, Silvério de Jesus Matias, proprietário do Café Helcar.
É um acontecimento de alguma relevância para os Valadenses, porque lhes era disponibilizado mais um serviço que iria possibilitar terem um telefónico público disponível para além do horário suportado pela Estação dos Correios.
Estamos em 1964, e o Valado...continuava a apresentar factores de "mais valias"!


Hélio Matias

sexta-feira, 2 de outubro de 2015

Relógio da Estação Caminho Ferro





Este é o "enorme" relógio que ainda hoje e solitariamente continua  pronto, ao cumprimento da sua função.
Modelo que ornamentava muitas das nossas estações de caminho de ferro, este da marca Paul Garnier de Paris, era um verdadeiro relógio que mostrava uma fidedignidade interessante.
Era um "móvel" a que ninguém ficava indiferente e deixava de consultar.
A nossa Estação está "morta"...mas o seu relógio recusa este estatuto!

Hélio Matias